terça-feira, fevereiro 10, 2009
A verdade vem sempre ao de cima

Há dias escrevi sobre uma reportagem que não agradou ao presidente do governo regional e que originou uma série de polémicas na RTP/Açores.

O episódio cingiu-se, inicialmente, aos blogues, mas depois deste parecer do Conselho Deontológico do Sindicato dos Jornalistas a situação tem que ser conhecida de todos.

Afinal, o poder político não pode interferir na informação da RTP/Açores, nem as chefias do canal o devem admitir.

NOTA: Quem ainda não percebeu qual é a reportagem que tanto ofendeu Vossa Excelência deve clicar aqui e ver o vídeo a partir dos quatro minutos.

 
Postado por Rui Lucas em 2/10/2009 |


6 Comments:


  • 10 fevereiro, 2009 02:15, Blogger Nuno Moniz

    Incrível. Quais serão as consequências?

    Referenciei o post no meu blog http://eucreioque.blogspot.com
    Cumprimentos.

     
  • 10 fevereiro, 2009 09:08, Blogger Tiago R.

    Pois é.
    Basta ver a unanimidade dos títulos nos média regionais no aplauso ao Governo, entre os quais pontua disciplinadamente a RTP/A.
    Julgavam que este clima mediático se conseguia sem um ou outro "safanão a tempo"?
    Toda a gente o via, mas foi preciso vir Aníbal Pires denunciá-lo publicamente.

    Mas, o importante é que a verdadeira face do PS vem ao de cima!

     
  • 10 fevereiro, 2009 10:22, Anonymous José da Costa

    Se este Rui Lucas visse uma "reportagem" dos seus chefes laranjas em velocidade acelerada, como se fossem actores de um filme mudo, o que diria?
    É isso que está em causa, assim como o direito á indignação e ao protesto dos visados nesta (deliberada?) tontice da jornalista.
    O que Bicudo fez, depois, só a ele diz respeito e não pode ser imputado a mais ninguém.
    Por uma vez, Rui Lucas, não pode fazer um esforço de honestidade intelectual?

     
  • 10 fevereiro, 2009 12:41, Blogger Rui Lucas

    Caro comentador:

    Eu não tenho que fazer esforço nenhum, o senhor é que tem.

    O que estava em causa era saber se esta reportagem era ou não "eticamente condenável". Não é.

    Pode questionar-se o estilo, mas não a seriedade da jornalista.

    Condenáveis nesta história são a histeria de quem se sentiu incomodado com um mero "fast forward", as atitudes do director e o envio da carta com o pedido de desculpas a todos os membros do governo, como se fosse um troféu.

    Noutros tempos nunca se saberia que essa carta tinha sido distribuída por todos os secretários regionais. Mas como estamos em fim de ciclo, a coesão interna do governo está a desabar.

     
  • 10 fevereiro, 2009 14:06, Anonymous Anónimo

    O que eu mais gostei foi de saber que o ENORME Pedro Bicudo nem carteira profissional de jornalista tem

     
  • 10 fevereiro, 2009 14:58, Anonymous Anónimo e cobarde.Obrig.

    Notável a oportunidade da sapiente micro-dissertação sobre a "crise", num cenário que não encontra melhor termo para o descrever do que esse: "crise"...moral !! E com umas autorizadas e avisadas referências a "empreendedorismo" e "iniciativa" pelo meio. Fantástico! "Enforquem-se" que o que interessa é haver $$ a circular para sustentar o fausto e ostentação numa região atrasada!