terça-feira, fevereiro 17, 2009
'Tou menente

No parlamento dos Açores ouvem-se, por vezes, coisas bizarras. Numa intervenção feita à momentos, a deputada socialista Piedade Lalanda disse que os apoios ao arrendamento jovem têm feito aumentar o número de divórcios e diminuir os casamentos católicos na Região. Espantoso!

ACTUALIZAÇÃO A 18 DE FEVEREIRO: Fui contactado pela senhora deputada Piedade Lalanda, que teve a amabilidade de explicar que se referia aos apoios à habitação jovem em geral, que datam de 1985 e se mantêm em vigor. "Esses sim, têm tido impacto, como poderá verificar no texto científico publicado na Revista Sociologia, Problemas e Práticas, n.º39 de 2002, nas páginas 69-83", garantiu Piedade Lalanda. Continuo a achar espantosa a tese, mas fica aqui a explicação da visada no post.

 
Postado por Rui Lucas em 2/17/2009 |


4 Comments:


  • 17 fevereiro, 2009 22:07, Anonymous Zé Carlos

    Mas que disparate de comentário!

    Já agora, o parque atlântico, as telenovelas, os filmes da américa, a internet, as mini-saias, as calças de ganga justas e os decotes, as outras mulheres e homens.... e nunca mais acabava!

     
  • 17 fevereiro, 2009 23:01, Anonymous Anónimo

    E vindo desta senhora o que se espera...
    O marido é bem pior (mas esse é administrador do hospital, como será que conseguiu o lugar???

     
  • 20 fevereiro, 2009 23:02, Anonymous Sonia Nicolau

    Bem, por muito estranho que me pareceu num primeiro momento, e confesso que ao ouvir os comentários, ditos telefonicamente até eu própria estremeci com tal comentário. Mas, porque tenho aprendido que se deve ouvir e ler com atenção o antes e o depois, muito para além de ouvir frases fora do contexto. Fiz, algo que não sei se os comentadores fizeram: ler o artigo. A frase quando enquadrada no seu contexto natural, não fará parte da realidade? Leiam a página 11, páragrafo 3. http://sociologiapp.iscte.pt/pdfs/1/4.pdf

     
  • 24 fevereiro, 2009 00:20, Anonymous Anónimo

    Apesar das suas palavras Dona Sónia, não consigo crer que ainda concorde, ou perceba o que foi dito! Uma coisa são as estatisticas, que na realidade não desmentem o que a Sra. Deputada diz, outra coisa é uma questão de mudança de mentalidades, hj em dia as pessoas optam por procurar mais a felicidade do que propriamente um papel ou um sonho que "antigamente" era desejado pela Mulher. Já pensou que se em vez do apoio à habitação jovem houvesse uma ajuda para a festa católica, será que haveriam mais casamentos na Igreja? Tudo isso dá que pensar...ah pois é...Mas quem sabe se agora com os casamentos homossexuais não se prencha essa lacuna...tudo é possivel. Deixem é as pessoas serem felizes e discutem coisas mais importantes!..

    Cumprimentos