segunda-feira, outubro 15, 2007
queres ser moderno? aprende a mentir
michael moore ganhou a palma de ouro em cannes com um documentário aditivado de mentiras em relação ao 11 de setembro. agora, o antigo vice presidente al gore ganhou o nobel da paz tendo por base um documentário sobre o aquecimento global aditivado com "factos" que não são bem factos, mas apenas conclusões substanciadas em nada.
note-se bem que em ambos os casos estamos a falar de documentários, sim, documentários, aquelas coisas que antigamente se viam na televisão e que, supostamente, eram baseados em factos.
no jornal público, por exemplo, gore conseguiu o prodígio de estar nos sinais menos, no dia em que recebeu o nobel, por causa das ditas inverdades, e nos sinais mais do dia a seguir por ter, apesar de tudo, contribuído para alertar para o problema do aquecimento global!
 
Postado por nuno mendes em 10/15/2007 |


3 Comments:


  • 16 outubro, 2007 08:48, Blogger Pedro Rocha

    Tem que ler a national geographic deste mês.

     
  • 16 outubro, 2007 09:24, Blogger nuno mendes

    já li.
    este post não questiona a veracidade sobre o fenómeno do aquecimento global.
    questiona, isso sim, a quantidade de prémios atribuidos a documentários martelados com factos que não são factos para fazer valer um ponto de vista.
    não se pode exigir, por exemplo, rigor absoluto a um documentário sobre uma tirania qualquer para, depois, considerar que a utilização de inverdades nos temas "politicamente correctos" é uma forma de chamar a atenção para os problemas.

     
  • 16 outubro, 2007 18:25, Blogger SB

    compreendo aquilo que quer dizer, mas não foi o documentário de al gore que ganhou o nobel e sim o trabalho que aquele tem feito pela divulgação e informação acerca de um fenómeno com características potencialmente desastrosas para a humanidade.

    o michael moore já são outros 250.