quarta-feira, outubro 03, 2007
Estes senhores não são de confiança

Em democracia é natural discordar-se das opções políticas de um governo, tendo este legitimidade democrática para seguir um determinado rumo. Só que as maiorias não dão aos governos o direito a mentir aos cidadãos. A mentira é inaceitável.

O caso da saída de António Cansado da SATA mostra bem como este governo regional não é de confiança. Diz-se e desdiz-se, promete e volta a prometer, mente descaradamente. Já não tem remédio.

Para desmentir divergências, o senhor presidente do governo afirmou que Cansado saía agora porque o seu mandato terminava a 1 de Outubro. Rapidamente se percebeu que não era assim, pois o mandato da actual administração só iria terminar no final de 2008.

Mas as mentiras deste governo socialista são como as cerejas. Hoje a versão passou a ser outra: "António Cansado apresentou, recentemente, um pedido de demissão, que foi aceite pelo Governo".

É assim que os Açores são governados. De mentira em mentira.

 
Postado por Rui Lucas em 10/03/2007 |


8 Comments:


  • 03 outubro, 2007 13:12, Anonymous Anónimo

    O que interessa é se ele se vai embora ou não!
    se foi por demissão ou por fim de contrato não interessa!

    você parece um menino queixinhas, que assim que detecta a mais pequena coisa sem importância feita pelo governo regional, vem logo abrir um novo tema no forum!!!

    já pensou em mudar o nome do blog?

     
  • 03 outubro, 2007 15:34, Anonymous João

    Se não tem importância porque te dás ao trabalho de comentar?
    É como o PIB, não interessa nada!!!
    Cambada...

     
  • 03 outubro, 2007 16:33, Anonymous Anónimo

    Realmente...tantos dias caladinho com a vergonha que se passa no PSD Açores e agora vem com esta treta...

    Porque não diz aqui que Costa Neves não votou para as eleições nacionais do PSD porque também anda há anos sem pagar a porcaria de 1€ por mês para o PSD Açores?

     
  • 03 outubro, 2007 23:17, Anonymous rui

    meus senhores, não se armem em parlamentares, à procura de motivos para envergonhar, e assim enfraquecer, os adversários.

    CRESÇAM!

    é isso que alguns dos leitores desse blog estão à espera.

     
  • 04 outubro, 2007 10:40, Anonymous Pedro Rocha

    De facto, penso que esta é uma questão menor, confusa e que você tenta aproveitar políticamente, mas caíndo no ridículo, como caiu Costa Neves quando fez uma conferência de imprensa para falar do cartão de cidadão que não conseguiu fazer, se calhar não tinha as cotas em dia! Ah, pois... cotas e eleições partidárias, isto sim merecia um post!

     
  • 04 outubro, 2007 17:03, Anonymous Anónimo

    qual é o objectivo deste blog?

     
  • 05 outubro, 2007 21:26, Blogger Luís Baltazar

    Tema: António Cansado

    Algum visitante deste blogue, com todo o respeito afirma "O que interessa é se ele se vai embora ou não!
    se foi por demissão ou por fim de contrato não interessa"

    Em minha opinião interessa sim senhor... Pois são pessoas como o Senhor António Cansado que precisamos... Não sou dos Açores esse senhor tem todo o respeito da minha parte... Não se esqueça que esse senhor que tomou posse como presidente do Conselho de Administração a 02 de Maio de 1997, conseguiu, em dez anos de mandato, que a companhia aérea passasse de 240 mil passageiros para cerca de 1,3 milhões, Além disso, o volume de negócio evoluiu dos 39 milhões de euros para os cerca de 246 milhões no final de 2006, crescimentos que permitiram à empresa renovar os seus quadros, de 550 para os actuais 1.100 colaboradores.

    Já imaginou as pessoas que esse Grande HOMEM "arranjou" um Posto de Trabalho? E a evolução que os Açores teve nesse período em relação aos transportes aéreos?

    Claro que você pode responder se lá se encontrasse outro fazia o mesmo, será?

    Um bem Haja a Antónia Cansado.

     
  • 06 outubro, 2007 20:38, Anonymous F. Mendonça

    Pergunto mais uma vez: que fazes, tu, Rui Goulart, na companhia de um tipo como este Rui Lucas? Não estará na hora de correres com ele, ou de te pores ao fresco? É que este blog, com tal fulano, tresanda...