quarta-feira, agosto 22, 2007
AUSÊNCIA

Por muito tempo achei que a ausência é falta.
E lastimava, ignorante, a falta.Hoje não a lastimo.
Não há falta na ausência.
A ausência é um estar em mim.
E sinto-a, branca, tão pegada, aconchegada nos meus braços,
que rio e danço e invento exclamações alegres,
porque a ausência assimilada,ninguém a rouba mais de mim.

(Carlos Drummond de Andrade)



 
Postado por Rui Goulart em 8/22/2007 |


21 Comments:


  • 24 agosto, 2007 03:38, Anonymous Anónimo

    Caro Sr. Rui Goulart...se há coisas de que os açorianos não têm saudades, é das frases ridículas com que encerra os noticiários que apresenta...por favor...aproveite a nova temporada e limite-se ao boa noite e até amanhã...ou nunca grava esses noticiários para ver em casa? Funciona como um espelho, caso não saiba...

     
  • 24 agosto, 2007 13:20, Anonymous Anónimo

    Por acaso não concordo com a opinião acima referida. Por aquilo que vou ouvindo, o fechar do telejornal do Rui Goulart é já uma imagem de marca dele. É verdade que às vezes é mais feliz do que outras, mas consegue ser diferente, original.
    Ele nem sempre usa frases, a não ser a sua máxima "Televisão que mostra os Açores". Outras vezes recupera um facto historico do dia. Mas gostos não se discutem. Ele lá sabe. Na maioria da vezes, para mim, fica muito bem.

     
  • 24 agosto, 2007 15:24, Blogger Arthur

    Caro amigo e colega:
    certamente não precisas disso mas aproveito para o dizer: força companheiro! o remate final de cultura geral que emprestas ao final do noticiário é excelente!

     
  • 24 agosto, 2007 15:36, Anonymous Anónimo

    Concordo com o Arthur e com o anónimo das 13h. O Rui Goulart, nem sempre é feliz no final, ninguém é perfeito, mas na grande maioria dá um toque de classe que o disingue de todos os outros da rtp-açores. Pelo menos não faz comentários ás peças que é anti-jornalismo e aproveita o final para dar liberdade a uma linguagem (jornalistica) que se quer rigorosa.
    Por mim, Rui Continua, não te conheço pessoalmeente, mas és de longe o melhor pivot da nossa tv.

     
  • 24 agosto, 2007 16:13, Anonymous Anónimo

    Anónimo disse...
    Concordo com o Arthur e com o anónimo das 13h. O Rui Goulart, nem sempre é feliz no final, ninguém é perfeito, mas na grande maioria dá um toque de classe que o disingue de todos os outros da rtp-açores. Pelo menos não faz comentários ás peças que é anti-jornalismo e aproveita o final para dar liberdade a uma linguagem (jornalistica) que se quer rigorosa.
    Por mim, Rui Continua, não te conheço pessoalmeente, mas és de longe o melhor pivot da nossa tv.

     
  • 24 agosto, 2007 21:05, Anonymous Anónimo

    O tipo é um cromo ao cubo...
    Hoje foi buscar o Windows95 para terminar em beleza o pasquim das noticias da nossa (????) televisão...Santa Paciência!!! Ao menos não puxou da cartola: "A TV que mostra os Açores". E já agora aproveito para perguntar ao dito cujo: Como sabe que o Rallye Açores é o melhor em terra batida (?) da Europa? Já viu todos os rallyes em terra por esta europa fora? E já agora fica avisado que quem não existe o "campeão do Rallye Açores"! Campeão é aquele que, no somatório das sete provas do campeonato, arrecada o maior nº de pontos! Estamos entendidos?

    Maluquinhos dos Rallyes

     
  • 25 agosto, 2007 00:00, Anonymous Anónimo

    Rui, não ligues a esta besta que acabou de escrever. Cromo cobarde (nem assina, insulto fácil), Ignorante e invejoso. Uma cabeça quadrada que só deve ligar a carrinhos.
    Radio: Ouvi grande parte da emissão da Antena-1 e foi boa, com grande profissionalismo e elogiada pela organização. Aquilo que o rui disse foi “um dos melhores da Europa em Terra batida” e não o melhor. E esta é uma teoria defendida por, observadores, membros da FIA, pilotos, nacionais, estrangeiros, alguns deles campeões do mundo que por cá já passaram.
    Sobre o campeão do Rally Açores, esta besta não ouviu bem ou se ouviu sabe muito bem que o que se pretendia dizer era o “campeão do Sata Rally Açores” e não o campeão do Rally Açores.
    Caro Anónimo, pode pegar por muita coisa, mas não em pormenores estúpidos, sem razão, em que o único objectivo é ofender uma pessoa, que é um dos melhores jornalistas da nossa praça. Todos nós temos falhas na nossa vida profissional.

    Gonçalo C

     
  • 25 agosto, 2007 09:19, Anonymous Anónimo

    Besta é a pessoa que semeou dentro da sua maezinha um projecto inacabado de jornalista como você. Cabeça quadrada é a sua já que só percebe de pontapés na bola e derivados. Há anos que ouço a emissão da Antena 1 e o srº Goulart desde ai utiliza a expressão " o melhor rallie em terra batida da Europa". Como pode dizer tal coisa? Terra batida?! Mas alguém anda a bater na terra?
    Aproveito também para esclarecer que por cá só passou um campeão do mundo mas pronto a sua inteligencia só dá para ronaldos, ciclones dos açores, carolinas salgados e pintos da costa...
    E volto a insistir não existe "campeão do Sata rallie açores" O rallie açores não é nenhum campeonato para que o vencedor seja campeão, existe sim um vencedor do sata rallie!
    Mas enfim cá estou eu a perder o meu preciso tempo a tentar abrir a cabeça de um assalariado da função publica que não faz mais nada senão andar a chular o dia inteiro numa redaccao de tv...Pronto não o incomodo mais vá lá ler ojogo, a bola e o record...
    E não há maneira de a "janela" ser implementada na nossa (???) TV...

    Pedro M

     
  • 25 agosto, 2007 15:59, Anonymous Anónimo

    Bem, estava longe de imaginar que um texto sobre a minha ausência (férias e problemas) provocasse esta discussão.

    Sei que não conseguimos agradar a todos e aceito as criticas e agradeço os elogios.
    Na apresentação do Telejornal tento fazer o meu trabalho de uma forma objectiva e rigorosa, apesar de haver falhas tal como acontece com todos os apresentadores por esse mundo fora. As notícias devem ser dadas de forma factual e objectiva e luto para que seja assim.
    A “despedida” do Telejornal é o único espaço em que posso ser mais livre, subjectivo. É o momento que muitos apresentadores aproveitam para dar um toque mais pessoal. Isso acontece em muitas televisões. Pode ser uma frase, um gesto etc. Mas respeito quem discorda ou não goste. Mas a verdade é que há muitos que gostam, falo com as pessoas, as pessoas falam comigo etc. É assim em tudo na vida, há gostos para tudo. Eu próprio reconheço que nem sempre sai bem. Umas vezes tento ligar a despedida à ultima peça, outras vou buscar uma efeméride do dia, outras não faço nada, depende. Sou humano, posso errar! Mas há sempre tempo de mudar, corrigir ou tentar melhorar. Mas tenho as minhas convicções.

    Sobre os “Ralis”: Quando decidi vir trabalhar para os Açores e quando comecei na Antena-1, (Junho, o rally foi no final de Julho) pediram-me para a ajudar na emissão especial do SATA. Apesar de gostar, confesso que não percebia muito sobre a matéria, a minha área de trabalho não era o desporto, mas tentei fazer o trabalho de casa. Ao longo dos últimos 4 anos tentei sempre melhorar, ler, estudar, perguntar e garanto que preparo a emissão do SATA com todo o cuidado: Por respeito à modalidade, aos amantes, aos ouvintes e a todos aqueles que investem, e bem, nesse desporto espectáculo. Espero que continue em Força! Os Açores merecem! Contudo, a emissão especial são horas e horas seguidas com tempos, reportagem, acidentes, comentários, directos, contas etc. Acho que é normal existir alguma falha. Começa a existir muito cansaço. Mesmo assim a Antena-1 tem recebido vários elogios pelo trabalho feito por toda a equipa.
    Sobre o termo “terra batida”: É a expressão usada em Portugal para distinguir do asfalto. Basta fazer uma pesquisa na Internet. São as próprias publicações da especialidade que usam o termo, incluindo o Site da prova, das equipas etc. Não inventei nada. Sobre a aplicação do termo campeão ou vencedor do SATA ... penso que podem ter razão! É o vencedor já que se trata de uma prova. Lamento o lapso. Mas podemos discutir e criticar sem insultos.

    Obrigado!

    Rui Goulart

    PS- Desculpem alguma gralha, mas foi escrito a correr.
    PS- Abraço Arthur

     
  • 26 agosto, 2007 00:20, Anonymous Anónimo

    Eu gosto do Rui Goulart como pivot.
    Então, a arrematar um TJ onde, praticamente, é só desgraça e porcaria, não fica bem uma nota à margem? Que mesmo quando não sai bem, dá aquele toque humano que muitas vezes falta na televisão de hoje?
    Força Rui! Sou daqueles que, quando vê os teus TJ's, fica curioso para saber do que te vais lembrar desta vez :)

    Mélin

     
  • 26 agosto, 2007 19:07, Blogger jocaferro

    Força amigo.

    Sem dúvida um dos melhores Jornalistas que, até agora, presenciei.

    E já agora, para quem não sabe, a terra é mesmo batida.
    Não se faz estradas, sejam de que tipo fôr sem bater e muito, devidamente acompanhado de água. Muita água.
    A esta técnica chama-se compactação.


    @braço.

     
  • 27 agosto, 2007 13:00, Blogger Maninha

    Amigo Rui,

    Pelos vistos, o facto de seres bom profissional provoca muita comichão!É normal, nesta nossa "terrinha". Bom, só queria mesmo dizer que gostei da escolha do poema. Também já o usei no meu blogue, embora com uma conotação diferente. Mas a poesia é assim... :)
    Fica bem. Bjs

     
  • 27 agosto, 2007 13:46, Anonymous Maninho

    É o que eu digo...a comunicação social desta "terrinha" não passa de um grupo de amigos, pessoas que devido à pouca inteligência não tiveram outro remédio senão enveredar pelos jornalismo. E o rapaz é casmurro: ontem novamente com o chavão: A televisão que mostra os Açores! Já parece o final dos telejornais do tempo da velha senhora: até amanhã se Deus quizer...

     
  • 27 agosto, 2007 14:28, Anonymous Anónimo

    Caro Maninho.

    A sua educação não mostra também ser muito inteligente. É só bota abaixo. Não sendo jornalista, conheço o Rui e o seu percurso profissional (vasto) e académico. Apesar de ter o direito de não gostar da frase, não pode afirmar que só foi para jornalista por não ter inteligência para mais. Ele já deu provas que podia trabalhar em qualquer orgão de C.Social deste país, como já o fez no passado.
    Parece que o senhor só vê a RTP-Açores, veja outros canais, apresentadores nacionais ou estrangeiros. Quantos é que não usam chavões no final!!!
    A sua vontade é mesmo implicar. Gostava de ver o seu desempenho profissional. É muito fácil criticar o trabalhos dos outros, nomeadamente em profissões com um elevado nível de exposição pública.
    eu ouço e sinto que quase todos reconhecem o Rui como um bom profissional, quer na rádio quer na TV.
    Fica-lhe mal insultar, de uma forma geral, uma classe.

    CF

     
  • 27 agosto, 2007 15:31, Anonymous Anónimo

    É sim senhor(a) CF!

    Vejam o caso do Srº Rui Ferreira e os seus inconfundíveis chavões: Na hierarquia de valores, no peso da importância do propósito e, mais recentemente, na paleta de cores.
    Tudo bons profissionais da nossa télévisão!

    FC

     
  • 27 agosto, 2007 15:59, Anonymous Anónimo

    Caro FC

    Estamos a falar de duas pessoas distintas, formações distintas e apenas numa frase no fim do tj. O Goulart não usa chavões desses no meio TJ, é claro, parace-me sério e o que faz dele o melhor pivot, embora haja sempre caminho para melhorar.
    E reconheço que há graves lacunas nos jornalistas dos Açores.

    CF

     
  • 28 agosto, 2007 11:32, Anonymous Anónimo

    Já que neste espaço simpático falam do srº rui ferreira gostaria de saber quem venceu um passatempo levado a cabo pelo proprio no rally sata para escolher a decoracao para o capacete do Drº Peres. Enviei varios desenhos...3 e nunca soube dos resultados...

     
  • 01 setembro, 2007 23:15, Anonymous Anónimo

    Antes o Ferreira que a Mula da P*** da Vila o Roberto dos Caartons...
    Ainda estou para perceber os caartoons daquela besta na revista rotações. Se fosse o Teodósio dos rallies partia o focinho a este labrego de merda.

     
  • 07 setembro, 2007 21:01, Anonymous Anónimo

    Tenho pena que tenha deixado de utilizar citações e outras frases originais, que fogem aos ditos 'clichés' no final do Telejornal...
    Quanto às críticas...os cães ladram e a caravana passa...não se pode contentar a todos! Eu gosto:)
    O Mário Crespo também era original q.b na 2:, pelos vistos ninguém conheces os finais dos noticiários dele...

     
  • 07 setembro, 2007 21:02, Anonymous Anónimo

    conheces = conhece

     
  • 07 setembro, 2007 21:38, Anonymous Anónimo

    TAMBÉM TENHO PENA QUE TENHAS DEIXADO, PELO MENOS ESTA SEMANA NÃO VI NADA. NÃO SE CONSEGUE AGRADAR A TODOS. BASTA OLHAR PELO MUNDO FORA E VER A QUANTIDADE DE PIVOTS QUE RECORREM A FORMAS "PESSOAIS" E FRASES PESSOAIS PARA FECHAR UM BLOCO INFORMATIVO. ESPERO QUE VOLTES IGUAL A TI PRÓPRIO, MESMO ASSIM CONTINUAS A SER O ROSTO DE REFERENCIA E DE CREDIBILIDADE NAQUELA CASA. COM OU SEM FINAIS.

    FORÇA PARA ESTA NOVA FASE DA EMPRESA, PELO QUE VOU OUVINDO AS COISAS ESTÃO COMPLEXAS. JÁ OUVI ATÉ QUE VAIS DEIXAR A RTP/RDP? SERÁ?