domingo, abril 22, 2007
Aborto!
"Entra hoje em vigor a lei que descriminaliza o aborto até às dez semanas de gravidez por opção da mulher. Mas isso não signifi ca que, a partir de hoje, uma mulher possa ir a um hospital público pedir para interromper a gravidez. Até porque está previsto um prazo de 60 dias para a regulamentação da lei, que foi publicada há cinco dias."

Luís Graça, director do serviço de Ginecologia/ Obstetrícia do Hospital de Santa Maria (Lisboa) acredita que “entre 70 a 80 por cento” dos médicos vão invocar objecção de consciência, Graça acredita que a lei não provocará uma invasão dos hospitais públicos por dois motivos: o mifepristone vai ser fornecido nos centros de saúde e apenas um quarto dos casos chegará às urgências dos hospitais; e, “se Portugal não for uma aberração”, grande parte das mulheres optará pelas clínicas privadas, devido ao “sigilo”que estas proporcionam." in Publico
 
Postado por Rui Goulart em 4/22/2007 |


0 Comments: