quarta-feira, fevereiro 14, 2007
Mesa de cabeçeira...
Lido

As Partículas Elementares de Michel Houellebecq

A ler



Pós-GuerraHistória da Europa desde 1945 - Tony Judt



«Para benefício de todos nós, um assunto de importância épica encontrou o autor que merece. Tony Judt, uma das mentes mais sábias e das vozes mais esclarecidas que se pronunciam, produziu uma história magistral e uma base sólida para um pensamento claro sobre o futuro. Pós-Guerra é meticuloso na sua erudição, cativante na história que narra e apaixonante no seu juízo. Uma verdadeira obra-prima.»

Na calha

Umberto Eco - A Passo de Caranguejo
Guerras Quentes e Populismo Mediático. Do Médio Oriente ao Big Brother. D’ O Código da Vinci ao futebol. Da Internet a Berlusconi. O início do terceiro milénio visto à lupa pelo mais conceituado pensador e romancista da actualidade.



 
Postado por Rui Goulart em 2/14/2007 |


5 Comments:


  • 14 fevereiro, 2007 16:22, Anonymous Anónimo

    ...Que tal as "Partículas Elementares" ??? Cá para mim uma obra prima da literatura contemporânea. Contudo, é um livro que chega a agredir-nos na boca do estomâgo pela crueza da insensibilidade de algumas personagens e pelo desesperado niilismo que o marca sem sequer ser amenizado por um final feliz
    JNAS

     
  • 14 fevereiro, 2007 19:11, Anonymous Rui G

    Caro amigo JNAS,

    Segui o teu conselho deixado em Dezembro e valeu a pena. Tal como disseste é bom, é intenso e rodeado de muita crueza. Roça a fronteira do “patológico”, a forma como a sexualidade é escrita no comportamento de Bruno. Todavia, tem bons momentos da própria evolução da cultura ocidental. Um olhar perturbador.

     
  • 15 fevereiro, 2007 11:22, Blogger jocaferro

    Neste momento na mesa de cabeceira também mora Umberto Eco, só que é Baudolino.
    Um gozo!

    Sei que ando um "pouco" atrasado, mas é a vida...

     
  • 15 fevereiro, 2007 12:23, Anonymous Rui Goulart

    Jocaferro,
    Atrasado ando eu... estou no pós guerra :))))

     
  • 15 fevereiro, 2007 15:13, Blogger jocaferro

    Rui Goulart:
    Era isso mesmo que eu dizia.
    Vais no Pós-guerra eu ainda vou no tempo do Imperador Frederico I. ;-)