terça-feira, outubro 31, 2006
"Puro Prazer" ...
No meio de uma pausa e cansado das notícias, resolvi ler com atenção o Suplemento de Cultura do Açoriano Oriental. Bastou ver a fotografia do David Mourão Ferreira para fixar, com um sorriso, a leitura.
“Puro Prazer”! (Blog Chá Verde).
Registei as, sempre interessantes, palavras da Mariana Matos: “Há cabeças onde não cabem cabelos e janelas, que abertas, deixam correr as correntes dos dedos malhados pela “pressa” cultural (…) Não deixemos que a poesia morra no último degrau (…)
Exijamos a capacidade reflexiva e reflectiva dos pensamentos livres e dos homens livres que passeiam nas avenidas”
Virei a página e parei na próxima estação: “A cultura diz respeito a objectos é um fenómeno do mundo; o entretenimento diz respeito á pessoa e é um fenómeno da vida.”* (Hannah Arendt)

Parabéns a toda a equipa do suplemento.

* Citação retirada do texto de Guilherme Marinho in Suplemento de Cultura do A.O. e http://chaverde.blogspot.com/
 
Postado por Rui Goulart em 10/31/2006 |


3 Comments:


  • 31 outubro, 2006 12:31, Anonymous Anónimo

    Caro Rui, como já disse e escrevi, o problema é que a cultura não tem, necessariamente, que viver no dilema de ser "intelectualóide" e servir a poucos ou "ANIMAlista" e não servir a ninguém. Falta um meio termo que envolva as comunidades primeiro para desenvolver o pensamento e a cultura depois, ajudando o zé povo a gostar do que é bom e a apreciar o que é belo. Basta copiar a receita da inclusão social e aplicá-la à livre inclusão cultural.Mas para isso é preciso a participação conjunta do Gov. autarquias,IPSS e demais associações. Utopia minha? Tu o dirás. É que a coisa não vai lá só pela beleza da poesia e menos ainda pelo populismo da "ANIMAção"
    Grande abraço.
    PS: Desculpa lá, ainda é o vício de uma "arrejeitada.

     
  • 31 outubro, 2006 13:24, Anonymous Rui Goulart

    Caro amigo

    Concordo,
    a cultura é uma palavra transversal. É um conceito muito abrangente. A sociedade tem de criar espaços para todos os tipos de cultura, sem cair em radicalismos.
    É sempre bem vindo, gosto das "arrejeitadas”

     
  • 01 novembro, 2006 01:58, Anonymous Mariana Matos

    Agradeço a referência ao suplemento. :)

    Ps. Tenho saudades dessas arrejeitadas.