domingo, setembro 03, 2006
a hora da partida
Quem o vê hoje talvez já não se lembre dos cabelos compridos, das cores berrantes que substituiram o tradicional branco dos equipamentos (contra todas as regras de então) bem como alguns ataques de génio.
desde pequeno que me lembro de ver agassi nos courts, quando ténis em portugal significava apenas as finais de roland garros e de wimbledon na RTP2. agassi despediu-se hoje dos courts. no final, banhado em lágrimas, agradeceu a todos e recordou que, do ténis, leva aquilo que nunca aparece no marcador: a generosidade, a lealdade, em suma, a convicção de que, em campo, só existem adversários, nunca inimigos.
agassi fica na galeria dos heróis. e foram poucos, muito poucos, aqueles que aguentaram tantos anos consecutivos no topo da modalidade.
foto: REUTERS/Kevin Lamarque
 
Postado por nuno mendes em 9/03/2006 |


4 Comments:


  • 03 setembro, 2006 19:43, Blogger Miguel Decq Motta

    Assino por baixo!

     
  • 03 setembro, 2006 22:16, Anonymous Rui G

    Caro sócio.
    O Agassi de hoje é bem diferente do Agassi de ontem. Ainda me lembro do menino mau, de Las Vegas, a insultar, em entrevistas, o genial Pete Sampras. Chamava-lhe de macaco cabeludo de boca aberta no meio do campo. Mas Pete ignorou os insultos e mostrou que foi o maior tenista de sempre ( a ver pelo numero de Grand Slam e mais tempo em número-1).
    Como simpatizante do ténis, aplaudo o jogo de Agassi, mas simpatizo com a sua personalidade. (durante muitos anos teve uma atitude demasiado excêntrica) ! É verdade que praticava um bom ténis, do fundo do court e defendia como poucos. Talvez o melhor de sempre na recepção ao serviço. Foi um senhor dentro do campo, mas fora dele, em alguns momentos, foi de baixo nível. É preciso ter a memória bem viva quando avaliamos a carreira de um profissional. “Na hora da despedida nem tudo tem mais encanto” Um bom jogador.
    Muita atenção a Roger Federer (Suíça). Considerado, por muitos, como o tenista mais completo de sempre!

     
  • 03 setembro, 2006 22:39, Blogger jocaferro

    "(...)enfim, salva-se a performance de um, em bom rigor, deficiente motor, de seu nome Andre Agassi, que na cabecinha é um sobredotado em todos os aspectos desta vida, que mesmo com a medula óssea practicamente a céu aberto consegue malhar bolas a 200 quilómetros hora e a mijarem nas linhas.(...)
    maradona in A causa foi modificada

    Da minha parte:
    -No more comments!

     
  • 04 setembro, 2006 07:47, Anonymous Rui G

    Errata ao segundo post.

    "Como simpatizante do ténis, aplaudo o jogo de Agassi, mas simpatizo com a sua personalidade"

    Deve-se ler

    "Como simpatizante do ténis, aplaudo o jogo de Agassi, mas NÃO admiro a sua personalidade"