segunda-feira, setembro 18, 2006
Esquerda e direita!!!!
Numa altura em que muitos estudiosos pensam as mutações na direita e na esquerda política, o Corrier Internacional traz alguns artigos interessantes sobre esta questão social e filosófica. De acordo com alguns analistas, esquerda e direita têm vindo a aproximar-se longo dos últimos anos. O “centro” tem sido uma ponte de convergência no espaço europeu á volta destas duas corrrentes. Será????

"Militantes, intelectuais e bloguistas interrogam-se sobre o futuro da esquerda. Num momento em que os trabalhistas britânicos rejeitam Blair, os democratas americanos não sabem como vencer Bush e os socialistas franceses não se entendem sobre a candidatura às presidenciais de 2007... há quem não queira render-se ao mercado nem voltar às velhas receitas"

Recomendo a leitura deste, interessante, semanário.
 
Postado por Rui Goulart em 9/18/2006 |


9 Comments:


  • 18 setembro, 2006 12:06, Blogger Caiê

    "Esquerda e direita têm vindo a aproximar-se(...) O centro tem sido uma ponte de convergência". Do ponto de vista da lógica, esta análise é daquelas que qualquer um podia fazer. Assemelha-se aos prognósticos daquele conhecido jornalista desportivo que diz estas pérolas: "Pois meus amigos, a equipa da casa poderá vencer; porém, os visitantes também não o desdenham... Com tudo isto, quem sabe se não teremos um empate?!"
    Enfim, e assim andamos... E até batemos palmas! Oh Seigneur!

    (De notar que eu não li o Courrier e estou a falar daquela simples e única frasezita... eh eh eh)

     
  • 18 setembro, 2006 12:50, Blogger Rui Goulart

    Cara Caiê…

    Aquela análise não é a minha, apesar de ter sido colocada por mim. São os estudiosos que o dizem, aqueles que passam a vida a analisar estes fenómenos. Suponho que tenham competência para o fazer. Todavia, discordo, em parte, da sua visão, porque as correntes políticas podem evoluir em diferentes perspectivas. Dentro da esquerda e da direita existem várias sensibilidades. Basta pensar na “ Terceira Via” de Anthony Giddens. Aquela análise não é assim tão “descabida” (ou é?) como sublinhou. Os pontos políticos de convergência podem estar nas extremidades. De acordo com alguns “pensadores” , a esquerda e direita já se tocaram fora do “centro político”, mas sim pelo lado extremista e totalitário. É claro que estou a falar em termos filosóficos e não matemáticos ou lógicos.:)))) São realidades diferentes.

    Com amizade :)

    Rui

     
  • 18 setembro, 2006 13:57, Blogger Caiê

    Eu sei que a análise não era sua, daí ter dito que não tinha lido o Courrier e falava apenas da frase citada.
    Quanto aos analistas terem competência... Como não sei quem é o analista, não posso pronunciar-me. Porém, concordará comigo que nem toda a gente (seja ele analista, académico, dirigente político, jornalista, médico ou simples vendedor da fruta) tem competência para fazer o que está a fazer (e muitos fazem-no há anos sem fim, com incompetência mais que provada e sem melhorar em nada). Assim, eu - embora seja uma opinião meramente pessoal - nunca tomo as palavras dos "ilustres" como dogmas, até porque os dogmas de hoje amanhã estão desactualizados (já para não falar dos ilustres, porque a opinião pública é uma coisa cruel e com memória curta...).
    Quanto à "esquerda" e à "direita", já nada é o que era (nem as mãos, dado que hoje há uma quantidade de ambidextros que antigamente não se verificava, segundo os psicólogos infantis! Ou será que era porque dantes não havia psicólogos infantis? ah ah ah!).
    Cumprimentos felinos.

     
  • 18 setembro, 2006 17:16, Blogger Andre Bradford

    Ponham os olhos em Portugal.

     
  • 18 setembro, 2006 17:49, Anonymous Anónimo

    O que tem Portugal? Não atingi!

     
  • 18 setembro, 2006 17:51, Anonymous Anónimo

    Um páis com um partido de esquerda no poder a governar á direita?

     
  • 18 setembro, 2006 17:53, Anonymous Anónimo

    país... desculpem

     
  • 18 setembro, 2006 20:33, Anonymous Rui G

    Em primeiro lugar, peço-te, se assim entender, que me trates na primeira pessoa. J Em segundo lugar, concordo contigo quando refere que nem toda a gente tem competência para fazer o que está a fazer. Infelizmente não tem. (longe disso). Todavia, devemos ter alguma honestidade intelectual com os alegados especialistas. Alguma....
    Concordo, por inteiro, quando sublinha que não devemos acreditar nos fazedores de dogmas. Já Hegel escrevia, no seu idealismo, que a “evolução” faz-se na base da tese e da antítese e que tem como resultado a síntese. Conclusão: Os dogmas são evolutivos.
    Sublinho ainda o teu refinado humor no último parágrafo. (eheheh)

    Saudações cibernéticas

     
  • 19 setembro, 2006 18:49, Anonymous Anónimo

    lá está o sr goulart a falar da sua saudosa esquerda!!!!