sexta-feira, novembro 18, 2005
Poupar nos gastos
Um grupo de técnicos da Microsoft Portugal reuniu-se ontem com elementos do Centro de Informática e Tecnologias de Informação da Direcção Regional da Ciência e Tecnologia. O encontro destinou-se à apresentação dos novos produtos da multinacional. Apesar de desconhecer o que se passou na reunião, deduzo que se tenha falado da nova versão do Microsoft Office. Não compreendo como se continua a gastar rios de dinheiro com este programa e respectivas licenças de utilização, quando existem excelentes alternativas, algumas delas gratuitas. Refiro-me concretamente ao OpenOffice, uma suite de produtividade, como dizem os entendidos, totalmente compatível com os ficheiros do concorrente da Microsoft. Esta aplicação gratuita já está a ser usada por diversos governos e instituições públicas de todo o mundo. Em França, por exemplo, a administração fiscal acaba de decidir que vai migrar 80 mil computadores com o Office 97, da Microsoft, para o OpenOffice. Esta mudança vai custar 200 mil euros. Se a migração fosse para o Office XP custaria 29,5 milhões de euros. É tempo dos governantes açorianos começarem a fazer estas contas, já que os técnicos não as fazem.
 
Postado por Rui Lucas em 11/18/2005 |


2 Comments:


  • 18 novembro, 2005 19:19, Blogger Gary Freedman

    Greetings from the USA.

     
  • 19 novembro, 2005 20:08, Blogger Vulcam

    Poupar já o Portal do Governo Poupa.
    Em primeiro lugar poupa na informação. Basta ver as páginas das secretarias, bonecos e poucos mais.
    Tenta encontrar um documento , por exemplo o orçamento regional na página da VicePresidência....
    E que tal visitar as páginas clandestinas do Governo Regional. As que não estão referenciadas no portal do governo. Só por si dava muitas histórias e talvez alguns artigos sem necessidade de sair da secretária.
    LOL